A lenda da Mandioca

                 Em épocas remotas, a filha  de um poderoso tuxaua
 apareceu gravida. Quis ele punir o autor da  desonra de sua filha 
 e para isto empregou rogos , ameaças e  castigos. Tudo foi em vão
 a  filha dizia que nunca  se ligara a homem  algum. O chefe tinha
 deliberado  mata-la  quando   lhe  apareceu  em  sonho  um  homem 
 branco que disse para não mata-la pois  ela era inocente. Passado
 o tempo da gestação , deu  ela  a  luz a  uma menina lindíssima e 
 branca, causando isto tanta surpresa que todas as tribos vizinhas
 vinham  vê-la.  Deram-lhe  o  nome  de  Maní  e ela andou e falou
 precocemente.  Passando  um   no   morreu  a   menina   sem   ter 
 adoecido  nem  dado  mostras  de  dor.  Enterraram-na  na própria
 casa , segundo  o  costume do povo, descobriram  a casa e regaram
 a  sepultura.  Algum  tempo  depois  brotou  da  cova  uma planta
 desconhecida  por  isso  não  a  arrancaram. Cresceu, floresceu e
 deu  frutos.  Os  pássaros  que  comeram os frutos se embriagaram
 e este fenômeno estranho , aumentou-lhes superstição  pela planta.
 A terra  fendeu-se afinal;  cavaram-na e  julgaram  reconhecer no 
 fruto  que  encontraram  o  corpo  de  Mani. Comeram-no  e  assim 
 aprenderam  a  usa-lo.  O  fruto  recebeu  o nome de Mani-oka que
 significa casa de Mani. Que é a nossa Mandioca de hoje.
               (Lenda indígena )
      

Pesquisa - Velho Bruxo

 
INICIO